>>

PREENCHA
O EMAIL
DA SUA AMIGA,
CONHECIDA, FAMILIAR,
VIZINHA.
ESTA ACÇÃO
PODE SALVAR
VIDAS.

OBRIGADO.


enviar
link
Envie este endereço a quem precisa.
ENVIAR A UMA AMIGA
ok
PT</>EN
PROCURA:

01.
Notícias

  • Concentração contra a Violação/01 01/06/2016 Concentração contra a Violação

    Por TODAS ELAS – 33 contra TODAS!

    HOJE Concentração em Lisboa, contra a cultura da violação

    1 de Junho de 2016 às 17h00

    A Associação de Mulheres Contra a Violência junta-se à Concentração em protesto contra a Violência Sexual!

    Hoje vamos defender os direitos humanos das mulheres e raparigas, juntando-nos à concentração em Lisboa, a decorrer às 17h00, na Praça do Rossio!

    STEP UP! Vamos unir-nos para acabar com a violência sexual contra as mulheres e raparigas de todo o mundo!

    Campanha Europeia Step up! (www.amcv.org.pt)

    “Não, não dói no útero. Dói na alma”, rapariga de 16 anos, violada por mais de trinta homens no Rio de Janeiro.

    “Vamos LUTAR juntas e GRITAR juntas contra a impunidade”


  • Contribua com o seu IRS/02 10/03/2015 Contribua com o seu IRS

    Contribua com 0,5% do seu IRS já liquidado,

    para que muitos mais passos sejam dados na área dos Direitos Humanos das Crianças, das/os Jovens e das Mulheres.

     

     

    Basta um pequeno gesto:

    Marcar uma cruz no quadro 9, campo 901 do Anexo H (Benefícios Fiscais e Deduções) e colocar o nº de contribuinte da AMCV: 503 226 408.

    Este apoio não tem qualquer custo para si!

     

    20 anos na defesa dos Direitos Humanos das Crianças, Jovens e Mulheres

     

     


     

  • Tomada de Posição/03 12/05/2014 Tomada de Posição

    A AMCV – Associação de Mulheres contra a Violência vem posicionar-se contra a barbárie que tem vindo a acontecer, em Portugal, na área da violência contra as mulheres e jovens raparigas.


    Consulte a Tomada de Posição.

  • IV Conferência Internacional sobre Sobreviventes de Violação/04 07/02/2014 IV Conferência Internacional sobre Sobreviventes de Violação

    ANÚNCIO E CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE COMUNICAÇÕES



    A AMCV tem a honra de anunciar a IV International Conference on Survivals of Rape - Rape, Survivors, Policies and Support Systems a European Challenge - IV ICSoR 2014, que terá lugar nos dias 20 a 22 de Novembro de 2014 em Lisboa, na Fundação Calouste Gulbenkian.


    Este evento é organizado pela Associação de Mulheres Contra a Violência - AMCV, em colaboração com a organização irlandesa Rape Crisis Network - RCNI - anfitriã da III ICSoR 2012 em Dublin.


    A IV ICSoR 2014 irá continuar a aprofundar os temas principais das conferências anteriores e alargando para a dimensão das políticas europeias na área da violência sexual e especificamente do crime de violação.


    Com esta conferência pretende-se desafiar as instituições da UE e os decisores políticos europeus a comprometerem-se numa abordagem comum, a promoverem a recolha de dados estatísticos comparáveis e a implementarem medidas políticas que previnam e combatam efectivamente a violência sexual.


    A IV ICSoR 2014 irá contribuir para a partilha de conhecimentos especializados de todas/os prestigiadas/os investigadoras/es, profissionais de várias áreas, incluindo das instituições europeias e para um debate alargado no sentido de se promover uma abordagem europeia comum para a prevenção e combate à violência sexual.


    A IV ICSoR 2014 é dirigida a todas/os profissionais que querem contribuir para “fazer a diferença” nesta área – investigadoras/es, decisores políticos, profissionais do sistema jurídico (forenses, advogadas/os, procuradoras/es e juízes, polícias), profissionais de saúde (médicas/os, enfermeiras/os, psicólogas/os), profissionais de acção social e de educação, profissionais e voluntárias/os que trabalham em ONG, IPSS e outras organizações da sociedade cívil, e outras/os interessadas/os.


    Convidam-se todas/os interessadas/os a submeter comunicações online


    Para mais informações sobre:

    Temas da Conferência

    - Convite à Apresentação de Comunicações orais e posters

    - Critérios de submissão



  • SEJA ATIVO/A CONTRA A VIOLAÇÃO!/05 25/11/2013 SEJA ATIVO/A CONTRA A VIOLAÇÃO!

    A violação é uma das formas mais devastadoras de violência baseada no género, no entanto, continua a ser considerado um tema tabu e permanece envolto em silêncio.


    O LEM - Lobby Europeu de Mulheres e o CoE - Conselho da Europa, numa iniciativa conjunta, lançaram uma campanha a nível europeu sob o slogan:


    “Act against rape! Use the Istambul Convention”

    (Seja Ativo/a Contra a Violação! Utilize a Convenção de Istambul!)


    Esta campanha decorre em 33 países durante os 16 dias de activismo contra a violência de género no período de 25 de Novembro a 10 de Dezembro de 2013, dirigida aos/às decisores/as políticos/as nacionais.


    Os principais objectivos da Campanha são:
    - Colocar a violência sexual e, especificamente, a violação como uma prioridade das agendas políticas;
    - Promover a utilização da Convenção de Istambul como um instrumentos de mudança para a erradicação de todas as formas de violência perpetrada por homens contra as mulheres, incluindo a violação.


    A AMCV - Associação de Mulheres Contra a Violência, e a PpDM - Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres aderiram a esta campanha, implementando o Seminário de Lançamento da Campanha, a ter lugar no dia 27 de Novembro (das 10h às 13h) no Auditório do Edifício Novo da Assembleia da República. Ver programa!

    No âmbito da Campanha, o LEM e o CoE produziram um spot, e a AMCV e a PpDM produziram uma brochura informativa a ser disseminada a nível nacional.

    Para mais informação, por favor consultem as páginas (em inglês):

    - Lobby Europeu de Mulheres;

    - Conselho da Europa.



  • Projecto Caras/06 15/07/2013 Projecto Caras

    A VIOLÊNCIA NÃO PODE CONTINUAR ESCONDIDA ENTRE DE 4 PAREDES

     

    A AMCV gostaria de agradecer a campanha produzida pela NRS Tailors e oferecida à AMCV, bem como todo o seu empenho e esforço na concretização deste projecto com o slogan "A VIOLÊNCIA NÃO PODE CONTINUAR ESCONDIDA ENTRE 4 PAREDES".

     

    A AMCV gostaria ainda de agradecer o apoio de todas as entidades envolvidas, que tornaram possível a realização deste projecto, nomeadamente:

    - Câmara Municipal de Lisboa;
    - Lisboa Film Commission da Câmara Municipal de Lisboa;
    - LoveMagna

    - o fotógrafo Filipe Rebelo;
    - Fórmula P;
    - Ameba;
    - Quick Casting.

     

    Este projecto prende-se com a fixação de fotografias de 5 mulheres, as quais irão preencher fachadas inteiras de prédios em Lisboa. As suas invulgares dimensões prendem a atenção até do transeunte mais desatento. Foi igualmente produzido um vídeo. Para mais informações consulte o comunicado ou blogue da Tailors.

     

    Documentos:

    - Comunicado;

    - Vídeo.


     

  • Conferência Final E-MARIA/07 02/07/2013 Conferência Final E-MARIA

    No passado dia 02 de Julho de 2013, a parceria E-MARIA realizou a conferência final do projecto, no Auditório do Fórum PT. Estiveram presentes na Conferência cerca de 60 profissionais de diferentes áreas de intervenção, por exemplo: agentes das forças de segurança, assistentes sociais, procuradores/as, advogados/as.

    A Conferência adoptou o lema "risk assessment saves lives" - A avaliação de risco salva vidas. O principal objectivo da conferência era a disseminação dos produtos produzidos pelo projecto, bem como a partilha de experiências e boas práticas e a reflexão sobre a intervenção nesta área.

     

    Contou ainda com a presença de representantes de políticas públicas nesta área, tais como: 

    - Ministra Portuguesa da Justiça - Paula Teixeira da Cruz;

    - Procuradora Geral da República . Joana Marques Vidal;

    - Representante da Secretária de Estado para os Assuntos Parlamentares e para a Igualdade;

    - Representante do Conselho da Europa - José Mendes Bota.

     

    Também contou com a participação de peritas internacionais na área da violência nas relações de intimidade (VRI) e stalking, nomeadamente:

    - Ann Moulds - Action Scotland Against Stalking;

    - Davina James-Hanman - directora da AVA - Against Violence and Abuse;

    - Graziella Piga - perita na área do género, anti-tráfico, género, direitos humanos e violência de género.

    Para mais informação sobre a conferência, por favor leia a newsletter do Projecto ou consulte o site do projecto: http://e-maria.eu/

     

     

    Documentos:

    - Comunicado;

    - Programa da Conferência;

    - Newsletter E-MARIA nº4.


     

  • Vice-Presidente da AMCV recebe Prémio Mulher Activa 2012!/08 27/05/2013 Vice-Presidente da AMCV recebe Prémio Mulher Activa 2012!

    Margarida Medina Martins, vice-presidente da AMCV, foi distinguida este ano com o Prémio Mulher ACTIVA 2012. A primeira-dama, Maria Cavaco Silva, e Francisco Pinto Balsemão entregaram o prémio  numa cerimónia promovida pela Revista Activa. No momento da entrega, Margarida Medina Martins afirmou: “A nossa maior luta neste momento é a luta pelos direitos humanos, onde ainda há tanto para fazer”.

    Além de vice-presidente da AMCV, Margarida é ainda:

    - vice-presidente da APPANC - Associação Portuguesa para a Prevenção e Abuso das Crianças;

    - presidente da PPDM - Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres 

    - presidente da Associação Plataforma Internet Segura.

    Margarida Medina Martins é uma mulher activa, tendo participado na criação de serviços especializados e pioneiros na área da Saúde Mental e posteriormente na área da violência contra as mulheres, após ter constatado a falta de respostas em ambas as áreas.

    A AMCV e as suas colaboradoras, apoiantes e associad@s parabenizam o esforço e activismo de Margarida Medina Martins na defesa e promoção dos Direitos Humanos, sobretudo dos Direitos Humanos das Mulheres, Jovens e Crianças.


    Fonte: Revista Activa



  • os seus pontos valem sorrisos/09 01/05/2013 os seus pontos valem sorrisos

    A AMCV foi uma das associações eleitas para ser apoiada pelos clientes tmn, no âmbito do Ponto t.

    Agora os clientes tmn podem ajudar com os pontos que acumulam na sua conta tmn. Troquem os pontos por um donativo:

    200 pontos =  5 € / sorrisos

    450 pontos = 12 € / sorrisos

    750 pontos = 20 € / sorrisos

    Esta campanha está à distância de um clique: Participem!

    http://www.tmn.pt/portal/site/pontos/menuitem.d8db1fbdb176ac7b771bd710751056a0/?vgnextoid=5f5aabf2c39ed310VgnVCM1000005401650aRCRD


  • Dia Internacional da Mulher/10 08/03/2013 Dia Internacional da Mulher

    A ideia de um Dia Internacional da Mulher surge no final do século XIX e início do século XX, no contexto da Segunda Revolução Industrial e a Primeira Guerra Mundial, onde ocorre a incorporação da mão-de-obra feminina, em massa, na indústria.


    Em 1908 as mulheres andaram pelas ruas de Nova Iorque exigindo a redução de horário, melhores salários e o direito de voto.


    Clara Zetkin apresentou uma proposta do primeiro dia internacional da mulher, aprovada no congresso internacional das mulheres na Internacional Socialista em 1910. No ano seguinte celebrou-se pela primeira vez no 18 de Março, e nos dias seguintes (19 a 25 de Março) homens e mulheres estiveram presentes em campanhas pelos direitos das mulheres (trabalho, educação, direito ao voto).


    Depois de alguns debates, o Dia Internacional da Mulher passou a ser celebrado a 8 de Março desde 1913. Em 1917, após a uma greve das operárias russas a 8 de Março em oposição aos líderes políticos, foi concedido o direito ao voto às mulheres.


    A Organização das Nações Unidas em 1975 definiu como o Ano Internacional das Mulheres.


    Considera-se que houve mudanças significativas, tanto a nível de atitude das mulheres como da sociedade sobre a igualdade das mulheres. Porém, a igualdade de género existente, ainda apresenta várias desigualdades a vários níveis (económico, laboral, participação política e violência contra as mulheres).No entanto as mulheres confrontam-se, ainda, diariamente, com multiplas discriminações a nível económico, laboral, participação política e violência.


    É preciso fazer mais no sentido de garantir o desenvolvimento pleno das raparigas para alcançar uma sociedade verdadeiramente livre e democrática. É tempo de mudar, as mulheres devem viver de forma plena os seus Direitos Humanos!


    Um bom Dia Internacional das Mulheres!